sexta-feira, 25 de novembro de 2011

onibus lotado e um negão ao lado

 Hoje trago a vocês uma aventura que tive nessas idas e vindas através dos meios de transporte público de SP (ônibus e metrô).

Tenho 22 anos e desde os 13 anos dependo de condução pública para me locomover a escola e ao trabalho, na maioria das vezes pego estes transportes lotados e acho que esta situação é privilégio de muitos, mas desde minha infância nunca tive vontade de parar de freqüentar estes transportes, pois adoro um contato físico “discreto” e esses locais estão cheios de homens mal intencionados, principalmente Srs., que se aproveitam da idade... Uma das coisas que faço de melhor e atiçar os homens com roupas provocantes, adoro usar decotes ou camisas que mostram os seios entre os botões, quando estou com muito tesão “quase todo dia” dispenso o uso de calcinha e quando uso quase não dá para perceber de tão pequenas. Um dias desses me superei, tinha que ir até o centro da cidade em horário de pico, fazia calor, era o dia perfeito para usar uma roupa sexy e provocante, então coloquei uma saia que ia até o meio da coxa não muito justa, branca e uma blusinha tomara que caia rosa, não usava sutiã e nem calcinha, com isso deixava os locais mais procurados pelos homens em destaque, tenho seios médios e durinhos e uma bundinha empinada, sou branquinha com cabelos até o ombro e isso deixava os homens loucos...então peguei o primeiro ônibus lotado, mau conseguia entrar... mas com jeitinho fui me enfiando para dentro, logo comecei a sentir toques de mãos, bundadas e passadas de pernas sob minha bunda, já começava a ficar com tesão... quando chequei no meio do corredor fiquei a frente de um banco que ali sentava 2 homens um de cor negra e outro moreno claro, o moreno sentava na janela e o negão estava no corredor, quando me aproximei dele, ele ficou espantado me comendo com os olhos da cabeça aos pés, logo me aproveitei do convite e nas curvas e buracos dava uma esfregada no braço dele com meu corpo, aquilo estava deixando ele excitado, pois a cada toque ele se aproximava mais perto de mim. A minha presença em pé logo causou o passa-passa no corredor, estava sendo enrabada por homens e mulheres, já não sabia quem era quem, teve um cara que deu sinal e passou pedindo licença uma das mãos ia sob minha cabeça segurando na barra e a outra mão ele se aproveitou para enfiar sob meu vestido apertando minha bunda, mas saiu rápido... o negão percebeu que estava sendo enrabada a todos instante e me perguntou se queria sentar, disse que sim, pois tinha uma fantasia e sentada ia ser mais fácil de executar, os dois homens estavam juntos pois conversavam sob minha cabeça, que por sinal estava na mesma linha da cintura do negão e era a vez dele esfregar seu pau na minha cara, que por sinal não demorou muito, era uma atrás da outra...em nenhum momento achava ruim e sim passava minha língua sob meus lábios, para mostrar a ele que estava gostando, mas queria mais, o amigo dele logo percebeu que eu era uma safada e estava afim de sacanagem, então começou a passar a mão sob minha coxa por baixo de uma mochila que carregava, camuflando assim o olhar desconfiado dos outros passageiros... já estava molhadinha de tesão, quando resolvi escorregar minha mão para baixo da mochila apertando o pau do moreno rapidamente, a minha vontade era bater uma para ele e chupar o negão que estava em pé, mas não tinha como ia dar muito na cara, então resolvi me levantar dizendo ao negão que ia para o fundo, pedindo para ele me acompanhar, foi difícil mas chegamos, no ultimo banco tinha uma menina dormindo e uma mulher com o filho no colo que mau conseguia se mexer, então puxei o negão para trás de mim não dando se quer espaço para passar uma agulha, seu pau estava duro e minha bucetinha molhadinha, então pedi para ele tirar para fora e enfiar de baixo da minha saia, pois ia cobrir um dos lados com a bolsa, não deu outra...rapidamente já estava com o pau dele debaixo da minha saia e as suas medidas eram perfeitas, sem muito esforço e com folga a cabeça do pau dele encostava na minha buceta e com um leve movimento sem usar as mãos começou a entrar....hummmmmm e com poucos segundos já estava dentro de mim e os movimentos eram de acordo com o movimento do ônibus, todos que olhavam tinham a certeza de aquele negão era meu macho, pois estava me cochando e com uma das mãos em volta da minha cintura dava ainda mais esta certeza, era uma transa perfeita, pois estávamos em um local público lotado de gente e a nossa frente pouco se percebia o que rolava, minha vontade era me virar e cavalgar sob aquela rola, que entrava quase que em sua totalidade, eu me segurava nas barras enquanto o negão apertava minha cintura e socava seu pau para dentro, sua barba roçava meu pescoço me pedindo para beijá-lo, mas não era o momento.... mau deu tempo deu gozar quando senti um caldo quente escorrendo pelas minhas pernas era o negão gozando, mas seu pau ainda dentro de mim proporcionava um tesão maravilhoso e a sensação de alguém gozando em mim causou a explosão de um orgasmo, gozavamos juntos e aquilo não era muito bom, pois sabia que ia ter que descer rapidamente, pois o cheiro da porra dele já começa a ser sentida pelos passageiros, então apertei o sinal para descida e com um leve movimento tirei o pau dele desci minha saia e desci do ônibus, pouco tive tempo de olhar para trás, pois deixava o negão com o pau de fora.... para minha sorte andei poucos metros para achar um boteco, onde entrei no banheiro e me limpei, estava toda gozada, minha buceta jorrava esperma do negão... Bom esta foi uma das aventuras que tive.... em breve conto outras..... espero que tenham gostado.

2 comentários:

  1. fiquei de pau duro de ler esta historia espero encontrar você em um ônibus bem lotado para fazer umas coisas bem gostosas com você

    ResponderExcluir
  2. vestido ou saia? conto falso

    ResponderExcluir

Gostou? Então deixe um comentário ou relate a sua encochada. Ela será postada no blog.